quarta-feira, abril 09, 2008

O carvão



Bem-te-vi

A minha sobrinha, de 9 anos, um dia veio me mostrar um desenho feito em lápis, imitando o jeito do sumiê. E, numa oficina, um garoto perguntou se poderia usar algum outro material para essa técnica. Eu expliquei que ele poderia assimilar a simplicidade.
Dessas duas conversas, eu mesma fiquei com vontade de fazer essa experiência. Usei o lápis 8B que é um grafite-carvão. A tinta sumi também é um carvão, porém líquido.

2 comentários:

Nydia Bonetti disse...

Oi, Lúcia, tudo bem? Procurando uma imagem no gooogle, encontrei este teu desenho. Amei teu blog e teus trabalhos. Amo sumi-ê. Você me autoriza a usar esta imagem como os devidos créditos num poema meu, no longitudes: http://nydiabonetti.blogspot.com/

Obrigada.

Nydia

Gilmar Júnior disse...

Boa noite, Lúcia Hiratsuka!
Os seus desenhos são muito bonitos. Um mais perfeito que o outro. Eu fico imaginando como deve ser perfeitas as suas próprias histórias que inventar. Eu já assistir várias vezes uns videos que a editora Global colocou no youtube falando de seus livros que são muito bonitos. Que pena que, quando eu for comprar ele não irá ter o seu autografo que eu ia guarda com muito carinho.