quinta-feira, junho 11, 2009

Capa

















A capa do livro " O violoncelista" foi definida. Mais uma vez, fiz um estudo, depois outro. Trocando idéia com os editores, optamos por não repetir a figura do músico que já vai no título.
Na postagem anterior falei sobre "romper". Goshu, o personagem desse livro, consegue isso entrando em contato com as suas emoções. E tudo acontece a partir das visitas que chegam, durante o seu ensaio, com pedidos inusitados .

6 comentários:

elisabeth disse...

oi Lucia..
Exatamente que horas e onde você estará dia 14 no Salão?...pode ser que eu consiga dar uma escapa até lá pra tomarmos um café.

Jean-Claude disse...

Adorei os gatos!
Abs
Jean

Marilia Kubota disse...

Então este é o Miyazawa...vou ficar esperando o livro. beijo

TAVARES disse...

Oi Lucia,tudo bem? No livro Historias tecidas em seda,no 1º conto tem gravuras de pássaros identificados como garças ou cegonhas,não lembro...mas me lembraram grôus. A intençao era desenhar grous ou cegonhas? Um abraço

Lúcia Hiratsuka disse...

Olá, amigos,
obrigada pelas visitas.

Tavares,
na verdade, desenhei os tsurus. Se for traduzir ao pé da letra, seriam grous, da região de Hokkaido, mas por conta de ficar no masculino, foi adaptado para cegonha, por ter também o pescoço alongado, pernas compridas.

Um abraço

Lúcia

Gláucia disse...

Querida, Lùcia! Achei que os gatos ficaram mais poéticos...
Beijos! Gláucia